Sistema com placa solar é a garantia de uma energia renovável para você

Guilherme Neves - 17/03/2020

Aprenda como regular uma máquina de costura

Guilherme Neves - 17/03/2020

Luz de emergência é a segurança necessária para ambientes

Guilherme Neves - 17/03/2020

Segurança em primeiro lugar essa é a principal premissa de um projeto com foco na luz de emergência – composto por uma bateria interna recarregável e lâmpadas fluorescentes ou de LED (a mais indicada por ser mais durável e econômica).

É a iluminação que direciona as pessoas para uma eventual saída em uma situação de alerta. Segundo normas do Corpo de Bombeiros, o uso desse tipo de iluminação é obrigatório em condomínios residenciais ou comerciais, escadas de serviço, saídas de emergência, elevadores, teatros, cinemas, escolas, hotéis, shoppings e entre outros lugares públicos.

Qual local é mais indicado esse tipo de luz? Sem dúvida em ambientes maiores e que recebem um significativo fluxo de pessoas, na qual situações de ausência de luz ou acidentes podem causar pânico e piorar a situação.

É recomendável que a luz de emergência já faça parte do projeto do seu sistema elétrico, embora seja possível instalá-la depois que a construção estiver finalizada.

Como funciona a luz de emergência?

A luz de emergência fica conectada na tomada e com a interrupção de energia, ela acende. O fato de a luz de emergência contar com uma uma bateria interna recarregável permite que o sistema de iluminação seja acionado automaticamente quando há falta de iluminação elétrica no ambiente.

Para garantir que a luz funcione sempre que for preciso, ela deve estar sempre carregada. Mas como fazer o carregamento da bateria?  Coloque no modo “desligado” e aguarde de 24 a 48 horas.

Como o tempo varia de acordo com a potência do aparelho, é importante verificar as especificações da luz de emergência.

Existem aparelhos modernos que facilitam esse processo indicando quando a luminária fica carregada completamente, o que evita o desgaste prematuro. E também aparelhos que oferecem proteção contra oscilações da rede, reduzindo o risco de queima da luminária.

Importante lembrar que a bateria fica descarregada em casos de queda de luz após o acionamento da iluminação de emergência. Após esse período, você deve recarregar a bateria para garantir seu funcionamento.

Outro detalhe: a bateria não é consumida enquanto a luminária está conectado na tomada e apagada.

ILUMINACAO

Como instalar luz de emergência?

Como instalar a luz de emergência?

Uma dica muito importante na hora de instalar é o seu posicionamento: a luz deve ser colocada em um lugar alto, visível e bem fixada para que fique firme e não caia no chão.

Tipos de luz de emergência

O tipo de luz de emergência que você vai colocar e a sua potência depende basicamente do tamanho do espaço que vai ser iluminado. Isso quer dizer que o ambiente pode precisar de uma iluminação simples ou mais potente.

Sabe-se que a intensidade da iluminação é medida em lux, que é a relação da quantidade de lúmen (unidade de fluxo luminoso) por m² do espaço a ser iluminado.

Conheça os tipos de luz de emergência que garantem as medidas necessárias para trazer segurança:

luzes de aclaramento – ilumina os pontos estratégicos para a saída de emergência, luzes de balizamento –  sinalizações com símbolos e letras que servem para indicar a saída da edificação (não ilumina o ambiente);

luzes com aclaramento e balizamento – iluminação do ambiente com símbolos, iluminação permanente – a rede elétrica é fornecida pela concessionária e utilizada nas lâmpadas de iluminação de emergência; e

iluminação não permanente – a alimentação é realizada pela fonte de energia alternativa e não depende da concessionária e iluminação auxiliar – em casos que haja queda de energia por falha do sistema sem que haja riscos no ambiente, a luz permite que o trabalho continue normalmente.

Para garantir o cumprimento de todas as normas técnicas que garantem a segurança dos estabelecimentos com sistemas de iluminação de emergência deve ser contratada uma empresa especializada.

Leia também:

Financiamento para energia solar: o manual completo

Marketing para sorveteria é estratégia para vender mais

Sistema com placa solar é a garantia de uma energia renovável para você

Quanto tempo pode durar uma lâmpada de emergência?

Em residências, a luz de emergência pode ser facilmente instalada (modelos autônomos) e pode durar em média seis horas, dependendo da opção de lâmpada escolhida e outros ajustes determinados pelo consumidor.

E um destes ajustes se refere aos níveis de iluminação – mínimo e máximo. Dessa forma, a carga vai ser mais ou menos consumida dependendo da seleção de nível realizada.

Para que serve a luz de emergência?

Sua função principal é iluminar ambientes quando houver queda de energia, além de indicar alguns alertas como saídas ou escadas em locais com maior circulação de pessoas.

Trazer agilidade e segurança. Esse tipo de luz deve permitir e viabilizar a evacuação de um imóvel em caso de emergência.

Principalmente em casos de quedas de luz, incêndios e outros problemas que obriguem a saída de pessoas em espaços e ambientes. Em uma situação como essa, as luzes de emergência são acionadas automaticamente e fazem a sinalização de segurança responsável por orientar a direção correta a ser tomada e indicar saídas, escadas e áreas de risco.

Mas para que esta medida de segurança funcione corretamente, as luzes de emergência devem ser instaladas em pontos estratégicos. O ideal é que o sistema tenha autonomia de pelo menos uma hora, com taxa máxima de 10% de perda.

O sistema deve evitar a aglomeração de pessoas dentro de um mesmo local e minimizar o estresse da situação. Orientar é preciso para que as pessoas não fiquem desorientadas sem saber o que fazer.

Qual a altura da luz de emergência?

A distância máxima entre dois pontos de iluminação de emergência deve ser de 4 vezes a altura de instalação, não podendo ser superior a 15 metros.

luz de emergência para orientar as pessoas.

Esse é o tipo de um ambiente ideal para uma luz de emergência

Qual NBR fala sobre iluminação?

De acordo com a norma técnica ABNT NBR 10898, existem basicamente duas formas de iluminação de emergência: aclaramento e sinalização.

A iluminação de aclaramento visa iluminar o piso, sendo obrigatória em lugares de circulação vertical ou horizontal, com saídas para o exterior do local. Para colocar essa iluminação em locais com desnível, como as escadas, são recomendados no mínimo 5 lux.

Por exemplo, para um ambiente de aproximadamente 57m², o ideal é colocar uma luminária com 288 lúmens. Já para iluminar locais planos, como corredores, são recomendados 3 lux. E uma luminária com 288 lúmens tem uma cobertura de 96m².

O que determina a NBR sobre iluminação de emergência?

A NBR 10898 (NB652) de 03/2013 – sistema de iluminação de emergência específica às características mínimas para as funções a que se destina o sistema de iluminação de emergência a ser instalado em edificações ou em outras áreas fechadas, na falta de iluminação natural ou falha da iluminação normal instalada.

A intensidade da iluminação deve ser adequada para evitar acidentes e garantir a evacuação das pessoas em perigo, assim como o controle das áreas por equipes de socorro e combate ao incêndio.

Siga algumas orientações: leve em conta a possível penetração de fumaça nas vias de abandono, a variação da potência de iluminação não pode ser superior ao valor de 20:1, respeite as limitações da visão humana, considerando as condições fisiológicas da visão diurna e noturna, com referência ao tempo de adaptação dos olhos.

Conclusão: Luz de emergência é a segurança em primeiro lugar

A luz de emergência que pode ser conhecida também como luminária de emergência é um produto já bastante conhecido no mercado de iluminação. O equipamento que pode ser facilmente visto em vários ambientes comerciais e residenciais traz segurança em deslocamentos em caso de interrupção do fornecimento de energia.

Em residências, pode ser utilizada em corredores, escadas, no quarto das crianças ou de idosos, na cabeceira da cama (como luz de leitura), na dispensa ou adega, e em áreas externas como piscinas ou jardins.

Academias, shoppings, cinemas, escolas, escadarias internas e ambientes compartilhados de condomínios ou prédios de escritórios também são alguns dos lugares que se aproveitam das vantagens da luz de emergência.

Saiba que seu uso é obrigatório segundo várias leis estaduais seguindo as normas da ABNT e sendo aprovadas pelo Corpo de Bombeiros.

Após ser completamente carregada, a luz de emergência pode ser levada para onde não há fornecimento de energia: acampamentos, pescarias, casas de praia ou de campo mais afastadas.

Com a luz de emergência, você vai poder iluminar ambientes e realizar atividades como cozinhar, tomar banho, jogar cartas, ler ou realizar outras atividades com facilidade, por um longo tempo e sem precisar depender de velas.

Existem modelos que possuem alça retrátil que possibilita a utilização do produto como uma lanterna. Dessa forma, torna possível fazer trilhas ou caminhadas em locais mais escuros com mais segurança.

Deve-se iluminar o ambiente de forma vertical e horizontal de forma suficiente para evitar acidentes e que permita a evacuação das pessoas das áreas de risco. Além de auxiliar no trabalho dos socorristas na hora de encontrar pessoas feridas em caso de acidentes.

Fique atento quanto à instalação As luzes de emergência não devem ser instaladas em qualquer lugar. Realize um projeto onde todas as recomendações da norma são seguidas.

Cada local recebe um tipo de luz de emergência. Em ambientes sem obstáculos pode ser  feita a iluminação de aclaramento, que é responsável por distribuir a luminosidade mínima, e em locais com escada ou outros obstáculos, utiliza-se uma  iluminação de balizamento, onde, as luzes orientam qual é o melhor caminho para a saída.

Em casos especiais, a iluminação de emergência deve garantir, sem interrupção, os serviços de primeiros-socorros, de controle aéreo, marítimo e ferroviário.

Em relação aos edifícios, o tempo da iluminação deve incluir o tempo previsto para a evacuação e o tempo necessário para que o pessoal da intervenção localize pessoas perdidas ou sem possibilidade de abandonar o local por meios próprios.

Para os efeitos desta norma, são contemplados os seguintes tipos de sistemas: conjunto de blocos autônomos; o sistema centralizado com baterias recarregáveis, com carregadores adequados para o tipo de bateria utilizado no projeto e ao tempo necessário para a recarga.

Conheça modelos de luminárias de emergência da Elgin e fique ainda mais seguro quanto a eventuais problemas de queda de iluminação. Sem dúvida, com esses produtos a garantia de segurança é certa. Acesse nosso site e confira as luzes que possam lhe auxiliar e orientar em momentos de alerta.

Outros fatores que devem ser observados: a distância entre as luzes, a altura e a qualidade do material utilizado. As lâmpadas mais utilizadas para a iluminação de emergência são as de LED, fluorescente ou dicroica.

Busque por luminárias que tenham bateria duradoura ou que gastem pouca energia. Dessa forma, a manutenção será mais simples. Neste caso, você não precisa se preocupar com o necessidade de trocar pilhas ou baterias, ou ainda ficar no escuro.

Luminária de emergência 30 LEDS

Com design compacto, alta capacidade de iluminação, esse produto liga automaticamente quando há falta de energia. Utiliza bateria de lítio e não agride o meio ambiente. Possui autonomia de 3 horas na potência máxima ou 6 horas na potência mínima de 2W.

Luminária de emergência 30 leds

Luminária de emergência LED TUBULAR

Com visual discreto, a luz de emergência é dotada de bateria de lítio e garante máxima durabilidade. Conta com a autonomia de 3 horas no fluxo máximo ou 6 horas no mínimo, além de ter potência de 4W.

Luminária de emergência led tubular

Luminária de emergência POWER LINE

Esse tipo de luminária vem com blocos autônomos para iluminação de emergência e é ideal para galpões e ambientes comerciais. Compacta, a luminária conta com  2 cabeças articuláveis, possui potência (8W ou 16W), é bivolt, conta com fluxo luminoso: 1.000 lm ou 2.000 lm, temperatura de cor: 6.500K (branca fria) e autonomia: 6 Horas (mínima) / 3 Horas (máximo) e dimensões: 250 x 160 x 57 mm.

Luminária de emergência power line

Luminária de emergência 60 LEDS

Modelo com alta intensidade e longa autonomia para atuação automática na falta de energia. Acompanha cabo e plugue para conexão em 127V ou 220V. Possui alça retrátil e pode ser instalado na parede ou no teto. Também conta com bateria de lítio que permite longa durabilidade e não traz malefícios ao meio ambiente. Tem autonomia de 3 horas na potência máxima e 7 horas na potência mínima. Possui dimensões: 220 x 57 x 28mm.

Luminária de emergência 60 leds

Gostou? Confira outros conteúdos em nosso blog como este!