Máquina de costura Elgin: Qualidade passada de geração em geração

Guilherme Neves - 07/11/2019

Iluminação externa e estilo para sua casa

Guilherme Neves - 07/11/2019

O guia completo sobre equivalência de lâmpadas LED

Guilherme Neves - 07/11/2019
máquina de costura portátil elgin
iluminação led
imagem de uma lâmpada LED

É essencial saber quantas lâmpadas são necessárias para iluminar cada espaço da sua casa ou empresa. Iluminar um ambiente é fundamental para poder realizar um trabalho, seja em sua casa ou empresa. Além de facilitar as atividades do dia a dia, ter uma iluminação que atenda você por completo é contar com comodidade, praticidade e decoração.      

E como o mercado de iluminação foi se desenvolvendo ao longo dos anos, já existe uma  tecnologia que impacta no consumo energético e, ao mesmo tempo, realça a decoração de um ambiente.

Grande diferencial do mercado de iluminação, é assim que se define as lâmpadas de LED. São tipos de lâmpada que trazem conforto, bem-estar e economia. No mercado há vários modelos que lhe oferecem não somente um ambiente mais moderno  e sofisticado do que o decorado com a apresentação de lâmpadas convencionais, como também, um baixo consumo de energia.   

Embora possam parecer itens comuns de sua casa, as lâmpadas LED trazem luz para seu dia, de forma ainda mais qualificada do que a convencional. Mas fique atento quanto a quantidade de cada lâmpada a ser inserida em cada ambiente. A iluminação pode impactar em uma projeção visual. Temos que saber exatamente quantas lâmpadas devemos utilizar, para que não ocorra uma colocação que prejudique, tanto a decoração quanto questões de energia. Por exemplo, é válido saber a equivalência de lâmpadas LED e fluorescente. 

Outrora, com o mercado ofertando somente luzes incandescentes era mais fácil escolher qual produto ideal para iluminar um cômodo.  No cenário de hoje, o mercado conta com dois modelos, são eles: de baixa potência, utilizado para sinalizações e decorações. Aplicadas em locais que exigem pouca luminosidade e, alta potência: indicadas para ambientes que precisam de maior luminosidade, podendo iluminar áreas internas da sua casa.

Equivalência de lâmpadas LED vs outros modelos

equivalencia-lampada-led-elgin

LED x Fluorescente

Para saber a equivalência entre as lâmpadas LED e modelos convencionais, deve-se observar o valor de lúmens – a unidade de medida de fluxo luminoso – e o de watts  – unidade de potência do Sistema Internacional de Unidades. Opte também por aquela lâmpada LED que consuma menos energia, mas que tenha uma quantidade de lúmens adequada a sua necessidade.

Sabe-se que lâmpadas que geram mais lúmens consomem uma quantidade maior de energia. Outro adendo importante: busque se orientar sempre pelo fluxo luminoso e não somente pelo consumo que sempre será baixo nas lâmpadas LED.

Vale ressaltar que uma lâmpada incandescente de 20W equivale a uma LED de 2W, com emissão de 50-80 lúmens. Já para as fluorescentes, por exemplo, uma de 12W se equivale a uma de 6W de LED, com emissão de 390-550 lúmens.

Na hora de adquirir uma lâmpada de LED, verifique qual a potência informada e preste atenção quanto ao fluxo luminoso indicado no verso da embalagem. O procedimento é válido e extremamente importante. 

Por que é importante calcular?

Ter um ambiente iluminado de forma correta faz toda a diferença. Possuir uma iluminação é a estratégia perfeita para dar destaque aos espaços da sua casa, seja na sua sala de estar, quarto ou cozinha e, também, para dar um toque com a colocação de pendentes, como por exemplo, em uma cozinha americana – conceito de integração entre ambientes que propicia ter uma decoração moderna em um espaço mais prático. Pode-se colocar, dependendo do tamanho do espaço, um, dois ou três pendentes na cozinha ou sala. Saiba que existe um tipo de iluminação adequada a cada função do ambiente, tornando essencial fazer um projeto de iluminação.

Realizar o cálculo de lâmpadas em um ambiente é um dos passos decisivos para começar a decorar sua casa. Cada espaço possui características individuais e depende da quantidade de luz adequada. Dessa forma, os ambientes devem ser iluminados conforme seu tamanho e necessidade. Por exemplo, uma sala de TV necessita de quantidade luminosa menor do que uma cozinha.

Como o profissional da área faz os cálculos? Ele leva em consideração fatores, como: níveis adequados de iluminação estabelecidos pela norma NBR 5413, medidas do pé direito, cores do piso, cores das paredes, altura e formato das luminárias e tipo de ambiente. Lembre-se que somente um profissional pode especificar os valores de um projeto como esse, já que ele possui técnica e expertise para tal tarefa. 

Sala iluminada e decorada.

Qual seria a equivalência dessas lâmpadas?

Comparando: intensidade luminosa e fluxo luminoso

Intensidade luminosa e fluxo luminoso são dois pontos que se completam e, mais ainda, eles que determinam os melhores níveis de economia em luz. Direcionado para todas as direções, o fluxo luminoso é a quantidade de luz emitida por uma lâmpada para determinada direção. Ele possibilita entender sobre potência de lâmpadas e as características das estrelas, como temperatura e distância. Então, como podemos ver, ele é utilizado para saber até mesmo as peculiaridades da astronomia. Já a intensidade que é a quantidade de luz emitida por uma fonte luminosa para determinada direção é direcionada por meio de um corpo óptico como, por exemplo, a de uma luminária.

Tabela de comparação para lâmpadas LED

Para compreender como funciona a tabela comparativa, deve-se observar tanto o valor de lúmens quanto a potência em watts. Lembre-se que o consumo em watts de uma lâmpada, não tem relação direta com  capacidade de iluminação. O modelo que consome menos energia é o mais adequado, desde que forneça uma quantidade de lúmens adequada ao ambiente em que será instalada e, é claro, ao tipo de utilização.

Equivalência de lâmpadas LED x fluorescente

A equivalência entre lâmpada LED e fluorescente está entre as principais questões analisadas entre os consumidores. De fato, conhecer a equivalência de capacidade luminosa de uma lâmpada é importante para que você possa ter o efeito desejado quando usá-la em casa.

Iluminação adequada com lâmpadas LED

Há diversos modelos de lâmpada LED que contribuem para a decoração e trazem economia na conta de luz. A redução é tanta que atinge cerca de 80% por mês. 

A iluminação pode ser direta ou indireta. Mas como funciona o processo? 

Sua utilização pode ser para cada cômodo de sua casa ou até mesmo para utilizá-las no mesmo local, sem influenciar na decoração. Por exemplo, ao colocarmos um painel de LED e uma lâmpada LED Bulbo em uma sala de estar.  

A direta é ideal para que você a utilize naquele canto de trabalho ou espaço destinado para leitura. Sala de estudos, escritório e biblioteca são os locais que necessitam de sua iluminação. Ela é adequada para destacar e evidenciar a presença de alguns móveis. É bom que se tome cuidado, pois seu uso pode tornar uma decoração visualmente cansativa. 

Por outro lado, a indireta é aquela em que as incidências solares são refletidas no ambiente de modo uniforme, passando a sensação de um ambiente aconchegante e proporcionando um conforto visual. Espaços para esse tipo de iluminação: quartos, salas, cozinhas e banheiros.

Quantos watts por m² tem uma lâmpada?

Como é medida a quantidade de luz. Em lúmens e lux. Lúmen é a intensidade da luz emitida por uma lâmpada em todas as direções, também chamada de fluxo luminoso. Enquanto lux é a quantidade de luz que se refere a incidência de luz de um ponto luminoso.. Você sabia que quase todos os produtos de iluminação mencionam lúmens em sua descrição? 

Já watts, é um termo mais conhecido pelo público em geral e também chamado de potência. Refere-se ao consumo de energia, mas não se remete a emissão de luz. Aliás, é possível encontrar o consumo em watts de qualquer aparelho eletrônico, mesmo que ele não emita nenhuma luminosidade.

Embora tenham características separadas, elas trabalham de forma mútua quando o assunto é iluminação. Por exemplo, uma boa lâmpada irá iluminar de forma correta,  consumindo pouca energia. O que resulta em uma alta taxa de lúmens e um baixo valor de watts.

Temperatura de cor de uma lâmpada

Temperatura de cor de uma lâmpada

Lâmpada LED temperatura fria x quente

Luz quente ou fria? Nos referimos dessa forma não pelo calor físico da lâmpada e, sim, pela tonalidade de cor que ela fornece ao ambiente. A temperatura de cor não possui nenhuma influência no consumo da lâmpada. A potência do produto que determina o gasto energético. Então, quanto maior sua potência mais será o seu consumo de energia.

A lâmpada com temperatura de cor que emite um tom amarelo-alaranjado, semelhante ao das lâmpadas incandescentes, mas com maior capacidade luminosa, é conhecida como quente. É indicada para quartos, salas e outros lugares de descanso por ter um tom uma luminosidade mais suave.

Já a lâmpada com temperatura de cor que fica visível na decoração de uma casa ao presenciarmos um tom branco-azulado é nomeada como fria. É ideal para ambientes que necessitam de ampla iluminação. Principalmente, em empresas seu uso é fundamental.

Vale a pena substituir lâmpadas convencionais por LED?

Vale sim, ainda mais pelo fato de que com a substituição você terá economia energética e uma decoração mais moderna e sofisticada na sua residência.

Outro ponto: a troca de lâmpadas costuma ser muito mais frequente ao utilizarmos os modelos convencionais – lâmpadas incandescentes, fluorescentes e de vapores como mercúrio, sódio e metálico utilizadas em ambiente, seja na sua casa ou empresa. 

A lâmpada LED traz ainda outras vantagens, como: pode chegar a 50.000 horas de vida útil, alta durabilidade, podendo chegar a mais de 17 anos de uso, se considerada uma utilização de 8 horas por dia, durabilidade e baixo custo de manutenção e ser sustentável.

As lâmpadas incandescentes e fluorescentes contam com um reator em sua composição. o que não acontece com as lâmpada LED. Dessa forma, a energia consumida é transformada em luz, fazendo com que não ocorra geração de calor.

E como ela é companheira do meio ambiente. Enquanto as lâmpadas incandescentes e fluorescentes precisam de um descarte especial, uma vez que contam com metais pesados como chumbo e mercúrio, a LED não utiliza mercúrio ou qualquer outro elemento que cause malefícios ao meio ambiente.  

Consumo de uma lâmpada LED por mês

A eficiência das lâmpadas LED em relação às lâmpadas incandescentes e as halógenas resume toda sua importância no âmbito da iluminação. São dez vezes mais eficientes do que as convencionais. 

Para verificar o consumo de lâmpada LED, pode -se comparar o consumo de uma lâmpada fluorescente com o de uma lâmpada LED, sendo ambas com o mesmo nível de luminosidade, o tempo gasto no uso diário e o custo de energia. Sabe-se que a vida útil de uma lâmpada de LED é três vezes maior que a de uma lâmpada fluorescente e o custo da energia é de R$0,80 por KW.

Podemos fazer a seguinte análise: qual o consumo de uma lâmpada de LED que gasta de 6W por hora de uso se deixarmos ligada 8 horas por dia durante todo o mês: 6 (Watts) x 8 (horas) x 30 (dias) = 1.440W

Na conta de luz, a medida é dada em kiloWatts, que equivalem a mil Watts, ou seja:

1.440W = 1,4kW

Considerando uma tarifa de R$ 0,40 para cada kW/h, temos:

1,4 (kW) x (R$) 0,40 = R$ 0,56

Representação de uma lâmpada LED

Lâmpada LED

Comparação: lâmpada incandescente, fluorescente e LED

As incandescentes se caracterizam por converter a energia em luz e calor. Representam 20% das vendas de lâmpadas do país. A razão disso pode ser o preço, já que, em média, são 5 vezes menor do que uma fluorescente. A Abilumi (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação) estima que em torno de 100 milhões de lâmpadas incandescentes ainda sejam vendidas no Brasil. Mas o número vem caindo devido à diminuição da procura no mercado. Elas possuem vida útil em média de 750 horas, Sua durabilidade é considerada baixa por conta do rápido desgaste do filamento de tungstênio.

Por outro lado, as fluorescentes são 75% mais econômicas e duram quase 10 vezes mais que do que as incandescentes. De acordo com a associação, cerca de 250 milhões de lâmpadas são comercializadas por ano. Sua vida útil é de cerca de 8.000 horas. Apresentam um valor quase 5 vezes maior do que as incandescentes, mas tem mais durabilidade e mais eficiência. O resultado é comprovado quando se substitui uma lâmpada incandescente de 60W de potência por uma fluorescente de apenas 15W, resultando em uma economia de 80% na conta de luz.

Já as lâmpadas com tecnologia mais moderna do mercado, as lâmpadas LED que se fazem cada vez mais presente em áreas comerciais e residenciais tem uma vida útil que chega a durar até 50 vezes mais e é 80% mais econômica que uma incandescente. Realmente a procura é grande. Isso retrata um mercado em efervescência. As lojas agradecem.

Como planejar a troca para lâmpadas LED

Por ter um custo um pouco mais elevado, deve-se avaliar algumas questões a serem tomadas. Há opções de suma importância para aqueles que desejam alterar as lâmpadas de sua casa por lâmpadas focadas na economia energética que trazem também implementação decorativa em seus cômodos.

É válido fazer um investimento inicial e substituir de primeira a iluminação de todos os espaços destinados para iluminação. O que isso quer dizer?  Realizar o procedimento de uma vez só. Vale muito a pena fazer tal ação para aqueles que conseguem arcar com essa despesa ou até mesmo para aqueles que já fazem um planejamento financeiro. O lembrete aqui é o seguinte: agindo dessa maneira, o investimento em iluminação somente ocorrerá muito anos depois.

Mas infelizmente como esse não é o caso da maioria dos consumidores, que podem fazer investimentos pontuais, é recomendável começar a troca pelos cômodos mais utilizados, o que, sem dúvida, garante uma economia inicial imediata para que pouco a pouco você possa adquirir as demais lâmpadas desejadas para integrar os espaços da sua casa.

Lâmpadas Elgin: qualidade que faz diferença

A Elgin oferece um portfólio completo de iluminação, com produtos de baixo consumo energético e praticidade na hora da instalação. Fique por dentro sobre outros diferenciais que integram perfeitamente no seu ambiente. 

FILAMENTO LED G200

filamento LED

Bivolt, a Filamento LED G200 possui alta durabilidade é ideal para dar um toque refinado na decoração de sua casa. Oferece também uma economia de até 50% de energia e tem potência 4W. 

LED SUPER BULBO

LED SUPER BULBO

Disponível nas potências: T160 – 65W / T150 – 80W / T160 – 100W / T170 – 150W, a LED SUPER BULBO tem alta potência e traz uma economia em até 85% de energia.

Conclusão: Iluminação com eficiência energética na sua casa

Ilumine sua casa, apartamento ou empresa com as lâmpadas LED da Elgin. São lâmpadas que fazem a diferença no seu dia a dia. E não se esqueça também de acessar nosso site para que você conheça outros modelos. 

 Gostou? Confira o nosso blog para ler mais conteúdos como este!