Aprenda como montar um home office

Elgin - 28/08/2020

Conheça a impressora industrial da Elgin: a opção que protege seu investimento

Elgin - 28/08/2020

Vestuário: cenários e tendências

Elgin - 28/08/2020
como montar um home office

O setor de vestuário possui um impacto significativo e crescente no Brasil. O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) aponta que o comércio possui cerca de 12% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, sendo que o comércio varejista corresponde a 43% do comércio geral. Segundo a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), as manufaturas têxteis conseguem movimentar R$ 164,7 bilhões anualmente.

Diante da alta do segmento, um fator de destaque é o avanço do E-commerce. Segundo a Revista Exame, o E-commerce de lojas de moda e acessórios cresceu 148% somente no início de 2018. É preciso atenção a este estilo de venda pois pode-se oferecer praticidade e comodidade ao consumidor de modo ágil e inteligente, principalmente em se tratando do cenário da pandemia.

De acordo com a Investe São Paulo e o IEMI, o principal grupo consumidor de moda é a classe B/C seguido por D/E. O público B/C corresponde a 62% da população e 70% do consumo de vestuário. Dentre as 10 maiores empresas do segmento, pode-se notar que os públicos-alvo são mulheres de 18 a 30 anos em média. Os consumidores do setor estão cada vez mais criteriosos em relação às suas escolhas de compra e, também menos pacientes. Possuem fácil acesso às tecnologias e alto poder de comparação, logo tendem a entrar nas lojas já com a decisão de compra.

Os pontos de venda dos departamentos de vestuário precisam necessariamente estar integrados, principalmente com os sistemas digitais e físicos, para que haja um controle único de estoques e otimização logística. A Elgin entende as necessidades dos consumidores e dos lojistas do setor de vestuário e, pode ajudar você a entender melhor o seu negócio, bem como automatizá-lo para o melhor funcionamento possível. Confira abaixo os ambientes de negócio e como nosso portifólio pode ajudar sua operação:

GESTÃO DE ESTOQUE E DISTRIBUIÇÃO DE MERCADORIAS

Equipamentos como Computadores e Monitores auxiliam na gestão do estoque, além de permitirem a utilização de um Leitor de Código de Barras que hoje é fundamental para trazer agilidade para a leitura dos códigos nas embalagens dos produtos, gerando assim, um controle de estoque preciso.

PDV BÁSICO

Uma frente de caixa pode ser basicamente composta por um Computador, um Monitor, uma Impressora de Recibos ou de uma Solução Fiscal e uma Gaveta de Dinheiro. Para facilitar o atendimento e a gestão de quantidade em estoque de um produto em específico, ter um Leitores de Código de Barras pode ser fundamental também.

PDV PREMIUM

Para aqueles que buscam uma frente de caixa mais poderosa, utilizar um Computador All In One é a melhor escolha, você ganha alguns segundos na operação além de economizar espaço no balcão mostrando um atendimento muito mais organizado. Recomendamos aqui também um Leitores de Código de Barras 2D, além de todos os benefícios de um leitor convencional, leitores 2D permitem a leitura de mais tipos de códigos além de efetuarem a leitura de códigos com mais facilidade.


*Ana Paula Matias Batista
Formada em Administração na Universidade Federal do Paraná. Assistente Geral de Marketing na Bematech Hardware | Elgin Automação (Academia Bematech|Elgin, Marketing Cooperado, Eventos e Conteúdos).