Como fazer descarte de pilhas?

Guilherme Neves - 06/11/2020

Passo a passo de como lubrificar máquina de costura

Guilherme Neves - 06/11/2020

Confira a durabilidade de uma lâmpada LED

Guilherme Neves - 06/11/2020
imagem de uma máquina de costura
equivalencia de lampada led

Quer ter conforto, inovar na sua decoração e redução no consumo de energia? Invista em lâmpadas LED. Seu ambiente fica sofisticado e valorizado. Mas você sabe qual a durabilidade de uma lâmpada LED? 

Na hora de fazer um projeto para sua residência em primeiro lugar você deve pensar em como iluminar os cômodos e conhecer as vantagens de uma tecnologia LED. Eficiência energética é apenas uma delas.  

Sua utilização pode ser para cada cômodo de sua casa ou até mesmo para utilizá-la no mesmo local, sem influenciar na decoração. Por exemplo, ao colocarmos um painel de LED e uma lâmpada LED em uma sala de estar.

Diferenças entre lâmpadas LED e fluorescentes

A lâmpada fluorescente consome menos energia do que a incandescente, mesmo que tenha um consumo considerável. Ela emite uma luz branca e forte.

Vale ressaltar que esse tipo de lâmpada utiliza mercúrio e fósforo em sua composição.  Ou seja, ela necessita ser descartada corretamente para que não traga problemas no meio ambiente.

Já as lâmpadas de LED são mais modernas e seu uso é uma  tendência cada vez mais presente na casa dos consumidores. Sua tecnologia é responsável por oferecer um baixo consumo de energia

São 60% mais econômicas que as lâmpadas fluorescentes compactas.

Acesse o vídeo e confira as lâmpadas LED da Elgin

Diferenças entre lâmpadas LED e lâmpadas incandescentes

As lâmpadas incandescentes contam com um reator em sua composição. São lâmpadas mais antigas com uma baixa vida útil (cerca de 2000 horas).

Como vantagem possuem um valor mais baixo do que as lâmpadas LED, embora tenham um alto consumo de energia

Pode-se dizer que as lâmpadas LED são 80% mais econômicas que as lâmpadas incandescentes.

Qual a durabilidade de uma lâmpada LED?

Como dito anteriormente, eficiência energética é uma vantagem desse modelo de lâmpada.

Mas há outros diferenciais que merecem destaque: possui 25.000 horas de vida útil, alta durabilidade, podendo chegar a mais de 17 anos de uso, se considerada uma utilização de 8 horas por dia. 

Diferente das fluorescentes, a lâmpada de LED não emite radiação ultravioleta e nem causa cansaço visual, além de tornar o ambiente confortável.

Esse tipo de lâmpada não esquenta por possuir baixa irradiação térmica.

Compatíveis com praticamente todos os sistemas de instalação, apresentam uma grande variedade de modelos e funcionalidades, com versões compactas e fachos de luz eficientes, onde cada modelo tem uma uma função específica.

Outra característica importante relacionada a durabilidade de uma lâmpada LED é o fato de a lâmpada ser sustentável.

Não possui filamentos metálicos, mercúrio ou substâncias tóxicas na sua composição, podendo ser reciclada e não emitindo poluentes no meio ambiente.

Leia também: Ar-condicionado Elgin: o manual completo
Aprenda como escolher um kit de energia solar residencial
Self-checkout: uma experiência de compra mais prática para o consumidor

Quais cuidados necessários com uma lâmpada LED?

Antes de serem abertas, as lâmpadas de LED precisam ficar preferencialmente distantes de muita umidade. Quando bem embaladas e em ambiente seco, podem ficar guardadas por até um ano.

Outra dica: evite deixar o ambiente da sua casa fechado por muito tempo, já que a falta de circulação de ar faz com que o calor não se dissipe, o que pode impactar na diminuição da vida útil.

O ideal é deixar portas e janelas abertas por pelo menos algumas horas.

E mesmo em locais que não fiquem fechados, a umidade pode ser um empecilho para a vida útil.

No caso de utilização em ambientes ao ar livre, que peguem chuva, utilize luminárias com cúpulas como pendentes e arandelas para proteger a lâmpada.

Paredes, objetos ou cortinas podem deixar a iluminação menos eficiente, principalmente, no que se refere a instalação de spots de LED. Deixe-os posicionados em locais onde não há obstáculos que impeçam a emissão de luz.

imagem de janela aberta.
Deixe portas e janelas abertas para não trazer umidade na lâmpada LED

Como verificar a potência da lâmpada LED?

Na hora de adquirir uma lâmpada de LED para sua casa, verifique qual a potência informada e preste atenção quanto ao fluxo luminoso indicado no verso da embalagem. O procedimento é válido e extremamente importante. 

Confira se a voltagem da lâmpada é compatível com a do ambiente em que será feita a instalação. Para não ter qualquer tipo de problema, vale optar por uma lâmpada bivolt que pode ser instalada em ambas voltagens, 110V ou 220V.

Deve-se optar por uma lâmpada que emite uma maior quantidade de lúmens. De acordo com o INMETRO é obrigatório que fabricantes coloquem nas embalagens a informação de potência (watts) e os lúmens (lm) de cada lâmpada. 

Quanto menor o consumo de watts para a produção de uma determinada quantidade lúmens, mais eficiente é a lâmpada. 

Faça o cálculo das lâmpadas

Realize o cálculo das lâmpadas de um ambiente. Cada espaço possui características individuais e depende da quantidade de luz adequada. 

Os ambientes devem ser iluminados conforme seu tamanho e necessidade. Por exemplo, uma sala de TV necessita de quantidade luminosa menor do que uma cozinha.

Mas como o profissional da área faz os cálculos? Ele leva em consideração fatores, como: níveis adequados de iluminação estabelecidos pela norma NBR 5413, medidas do pé direito, cores do piso, cores das paredes, altura e formato das luminárias e tipo de ambiente. 

Como instalar as lâmpadas LED?

Por exemplo, as lâmpadas de LED de 4.9 Watts são indicadas para aplicações de baixa luminosidade, pois equivalem às incandescentes de 50 Watts. Esse tipo de lâmpada deve ser utilizada em pequenas luminárias, abajures e arandelas.

Saber a quantidade exata de lâmpadas a ser utilizada nos ambientes é essencial para compor o projeto de iluminação. E nesse ponto o trabalho de um profissional tem grande valor. É válido contar com um auxílio de um profissional.

Qual é a melhor lâmpada LED do mercado?

O mercado conta com diversos tipos de lâmpadas LED. Invista no modelo que possa melhor atender ao seu projeto de iluminação e decoração. Busque pela marca que lhe traga segurança e confiança. 

A Elgin oferece um portfólio completo de iluminação com produtos de baixo consumo energético e praticidade na hora da instalação. Conheça mais sobre os modelos que podem integrar perfeitamente cada cômodo da sua residência:

LED BULBO

Ideal para iluminação geral e decorativa em substituição às lâmpadas incandescentes e proporciona grande economia de energia.

imagem de lâmpada LED.

LED SUPER BULBO

Disponível nas potências: de 20W até 150W, a LED SUPER BULBO tem alta potência e traz uma economia em até 85% de energia.

imagem de lâmpada LED.

LÂMPADA PAR

Possui vida útil de 25.000h, índice de proteção IP20 e é bivolt. Ideal para decoração e spots, são mais econômicas e com durabilidade(até 4x maior do que as lâmpadas fluorescentes, 12x maior que as lâmpadas halógenas e 33x maior que as lâmpadas incandescentes).

imagem de lâmpada par LED.

Conclusão: Lâmpada LED traz sofisticação e requinte para sua casa 

Ter lâmpada LED é garantia de requinte, sinal de modernismo e se adequar às tendências do mercado. Seu imóvel fica ainda mais valorizado com uma decoração mais harmoniosa do que poderia ter com a instalação de lâmpadas mais convencionais. 

E como ela é companheira do meio ambiente. Enquanto as lâmpadas incandescentes e fluorescentes precisam de um descarte especial, já que contam com metais pesados como chumbo e mercúrio.

Por outro lado, a LED não utiliza mercúrio ou qualquer outro elemento que cause malefícios ao meio ambiente.

Lâmpadas LED, essenciais na decoração da sua casa

Você sabia que uma lâmpada incandescente de 20W equivale a uma LED de 2W, com emissão de 50-80 lúmens. Por outro lado para as fluorescentes, por exemplo, uma de 12W se equivale a uma de 6W de LED, com emissão de 390-550 lúmens.

As lâmpadas que geram mais lúmens consomem uma quantidade maior de energia. Busque se orientar sempre pelo fluxo luminoso e não somente pela potência que sempre será baixa com as lâmpadas LED.

Gostou? Confira outros textos no blog!