Ar-condicionado 11/05/2022 | 7 min. de leitura

Consumo do ar-condicionado: Como calcular?

consumo do ar-condicionado

Um das preocupações mais frequentes dos moradores é referente ao gasto de energia elétrica dos aparelhos de suas casas. Principalmente em relação ao consumo do seu ar-condicionado. Para ter conforto e praticidade no dia a dia procuramos contar com aparelhos modernos que dispõem de diversas tecnologias, design ousados e modos práticos de se utilizar.

Para que se tenha conforto em seu ambiente é comum utilizar ar-condicionado que tem alto consumo, principalmente, em dias de verão, quando as temperaturas atingem altas incidências de calor. E a solução para climatizar seu cômodo, seja sua sala de estar ou quarto, é acionar o botão do ar-condicionado ao ponto de ele gerar o ambiente ideal para você.

Mas, como ele é um dos aparelhos que mais consomem energia, é importante ficar atento quanto ao seu modo de usar, para que seu potencial não seja limitado e, é claro, para não ocorrer uma perda desnecessária de energia e, sobretudo, um aumento na sua conta de luz.  

No entanto, você não pode deixar de utilizá-lo somente porque ele pode lhe trazer despesas na conta do final do mês. Conforto e qualidade de vida que o condicionador de ar proporciona devem pesar muito mais na conta na hora de  adquiri-lo. Além do que, seu potencial pode ser melhor aproveitado.

É possível ter um consumo menor de energia, mesmo utilizando o ar-condicionado até por um dia inteiro.

Então, o que precisa ser feito? Saber exatamente qual o modelo correto para seu cômodo, qual o modelo ideal que vai lhe atender por completo e qual ar-condicionado que você pode utilizar para um consumo menor de energia

Ar-condicionado consome muita energia?

Não somente consome, como é um dos principais aparelhos de sua casa que influenciam no aumento do consumo energético. Mas o consumo do ar-condicionado está altamente ligado pelo uso de forma errada por parte do consumidor.

Por exemplo, quando os filtros estão sujos, o ar-condicionado precisa puxar mais energia para sugar o ar, o que, sem dúvida, acarreta em um gasto maior na conta de luz. E não prejudica somente quanto à questão energética. A performance do ar-condicionado também fica em xeque, pois, dessa forma, ela precisa trabalhar mais para chegar na temperatura escolhida.

Caso ele esteja gastando mais energia, deve-se lavar os filtros com a frequência adequada: uma vez por mês para aparelhos que não trabalham muito e a cada 15 dias em locais de muito movimento. 

Também é preciso que uma vez por ano seja feita uma limpeza profunda com um técnico credenciado pelo fabricante, inclusive com a substituição do filtro, que tem uma vida útil de seis meses a um ano, dependendo do uso.

Orientações como essas são cruciais ao utilizar o ar-condicionado. Assim como procedimentos relevantes que merecem sua atenção, como, por exemplo: não usar extensões ou adaptadores de energia, já que a tensão do produto deve estar de acordo com a rede elétrica de sua casa.

Importante notar isso, pois caso não estiver, você deve pedir para que troque o sistema elétrico na sua concessionária de energia, contando sempre com a orientação de um profissional extremamente capacitado.

Vale lembrar ainda que o uso de extensões pode causar curto-circuito e até queimar o seu ar-condicionado. E o uso de conversores de energia pode prejudicar o seu funcionamento ao ponto de que ele consuma mais energia do que o necessário. 

Como calcular o consumo de energia de um ar-condicionado?

Para calcular quanto seu ar-condicionado consome de energia, vale destacar as seguintes etapas: números de horas do aparelho ligado. Por exemplo, oito horas por dia; deve-se colocar na calculadora o número de dias por mês que você utiliza o ar-condicionado. Por exemplo, vinte dias; verificar o consumo de energia em kWh/mês. Informação, essa, que você encontra em uma etiqueta adesiva no produto, no manual ou na tabela de eficiência energética do PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).

Veja também o preço da energia em reais de kW/h cobrado pela empresa de energia elétrica. Lembrando que o valor pode variar de acordo com a cidade/estado.

Entrar em contato com a distribuidora de energia elétrica também está entre uma das medidas a ser efetuadas. Se você quer saber qual é o valor por kW/h, faça contato com uma distribuidora para ter a informação.

Fatores que interferem no consumo do ar-condicionado

Vários fatores podem influenciar no consumo de seu ar-condicionado. Principalmente caso se utilize um equipamento com potência menor do que o indicado para o ambiente. Essa sua ação vai aumentar em muito o consumo de energia.  

Deve-se fazer o correto dimensionamento da quantidade de btus necessário para a utilização do ar-condicionado. Para escolher o aparelho certo para o seu ambiente, deve-se utilizar uma calculadora de BTUs. 

Não abra suas janelas e portas. O funcionamento do aparelho é prejudicado quando as portas e janelas ficam abertas. Dessa forma o ar-condicionado não consegue refrigerar o ambiente da maneira adequada.

E sempre converse com o profissional da instalação. É ele que sabe mais sobre o produto. Trata-se de um profissional credenciado pelo fabricante. Então, não queira fazer a própria instalação, somente para ter economia ou por simplesmente acreditar que dá conta do serviço.

A melhor forma de instalar é sempre buscar o auxílio de um profissional. Ele vai saber qual é a melhor forma de instalar e o melhor modelo que vai ser integrado no ambiente, para que você consiga ter um aparelho funcionando ao máximo de sua performance. Mas o que isso significa? Um ar-condicionado que atinja a temperatura ideal.  

Vantagens da tecnologia inverter

O mercado conta com diversos modelos que consomem menos energia do que os convencionais. É o caso do inverter. Seu processo funciona da seguinte forma: ao invés de ligar e desligar como acontece nos modelos convencionais, o aparelho fica ligado direto em ciclos mais baixos, o que evita, assim, o liga e desliga que, sem dúvida, acarreta, no aumento de consumo. 

A tecnologia desse tipo de modelo faz com que o compressor do ar-condicionado fique ligado de maneira constante. Ou seja, sem oscilação de temperatura. Em relação aos modelos convencionais, ele chega a ser  mais econômico em até 40%.

Conforto térmico e menos ruído são outros diferenciais apresentados pelo inverter.

Quer ter um ar-condicionado com menos consumo?

Para que isso ocorra é fundamental fazer a limpeza de seu aparelho e, ao mesmo tempo, sua manutenção. Também procure um profissional e assistências técnicas especializadas, para que você consiga ter um ar-condicionado atingindo o máximo de sua performance. A temperatura ideal desejada e analisada para seu ambiente. 

Investir no modelo inverter para ter ganho de economia energética e utilizar o aparelho da maneira correta, respeitando a temperatura estabelecida para ter um clima ideal dentro de sua casa, são outros procedimentos que devem ser seguidos e colocados em ação.

Essencial também buscar por aparelhos fabricados por players relevantes do mercado, como é o caso da Elgin que tem mais de setenta anos de trabalho, focando na qualidade e praticidade de seus produtos e oferecendo garantia significativa em seus aparelhos de ar-condicionado. É a segurança que deve estar presente no seu dia a dia.

A Elgin conta com modelos que devem fazer parte de seu dia a dia:

 Eco Inverter

Além desta vantagem em conforto térmico e economia, O Eco Inverter ainda é uma opção mais saudável e ecológica já que mantém a temperatura, utiliza refrigerante ecológico que não prejudica a camada de ozônio e possui filtro Ion Air, que elimina 99% de vírus, bactérias e ácaros.

Inverter Eco Life

O Inverter Eco Life tem capacidade de 9.000 a 24.000 BTU/h, o Inverter Eco Life conta com um baixo nível de ruído devido a Tecnologia Inverter e ainda é muito mais econômico por fazer menos força para funcionar, consumindo menos energia elétrica.

O ar-condicionado Inverter Eco Life conta com controle remoto e manual de instruções em português, tornando mais fácil e prático o seu uso.

Piso Teto Inverter Elgin

Com capacidade de 36.000 na versão frio, o modelo vem com um design sofisticado e elegante. É a solução de climatização sustentável que atende ambientes com as mais variadas capacidades.

Nosso time de engenheiros especialistas criaram o Piso Teto Inverter, um produto projetado e produzido em território brasileiro visando incentivar a produção e o mercado nacional.

Gostou? Confira outros textos no blog!

Mais Vistos

Conecte-se com a Elgin

Cadastre-se e receba novidades e promoções por e-mail.