Ar-condicionado portátil é a melhor opção?

Guilherme Neves - 10/12/2019

Conheça mais sobre placas fotovoltaicas

Guilherme Neves - 10/12/2019

Climatizador ou ventilador? Como fazer a escolha certa

Guilherme Neves - 10/12/2019
Imagem de painéis solares fotovoltaicos

Curtir uma praia com sua família, ir para parques e até mesmo frequentar a piscina de sua residência é uma boa pedida no verão. Mas para refrescar o ambiente é mais do que fundamental utilizar um ventilador ou climatizador.

O climatizador é bastante indicado para ser utilizado em ambientes menores da sua casa e refrescar o ambiente seco. Utilizado por quem tem históricos de alergias, rinites ou qualquer outro problema respiratório, ele funciona muito bem na hora de refrescar a sua casa, embora não tenha capacidade de refrigerar. 

Usado para converter energia mecânica de rotação, o que aumenta a pressão do ar, o ventilador é um dispositivo mecânico econômico e simples. Suas hélices giram de acordo com a potência desejada para produzir vento.

Fique atento quanto algumas peculiaridades de cada aparelho para que você faça a escolha certa. É necessário conhecer mais sobre suas funções, vantagens, desvantagens e outras questões cruciais para que a escolha entre o climatizador ou ventilador seja feita da maneira correta.

Climatizador de ar

Como funciona um climatizador de ar

Deve-se utilizar água gelada ou gelo para que o ambiente fique mais fresco e aliviar o calor, mas caso você queira um funcionamento ainda mais eficiente, podem ser colocadas caixas de gelo no reservatório.

Existem alguns modelos que contam com outra função: o aquecimento. Se você mora em locais onde faz mais frio, é ideal utilizar um aparelho como esse. Com o climatizador, atuando tanto no modo quente quanto no frio, a temperatura fica mais agradável durante a ano inteiro.

Para que o ar circule facilmente, a entrada de ar, localizada na parte traseira do aparelho, deve ficar a uma distância mínima de 15 cm da parede. Ou seja, mantenha o climatizador distante de qualquer objeto para que não seja bloqueada entrada ou saída de ar.

Outro ponto importante: para evitar vazamento da água do reservatório, deve-se manter o aparelho sobre uma superfície plana.

Climatizador colocado na sala de estar

Climatizador para refrescar seu ambiente

Principais vantagens do climatizador

Não traz problemas para o meio ambiente e tampouco libera algum tipo de gás quando está em funcionamento.

De simples instalação, ele oferece também portabilidade. Afinal, ele pode ser levado para qualquer cômodo da sua casa sem necessitar uma adaptação ou instalação que precise ser melhor planejada.

Possui a função de umidificação do ar, filtra o ar que entra no ambiente e oferece um excelente conforto térmico.

Além disso tudo, ele tem a função de ionizar o ambiente. Para saber como funciona o processo de ionização, é necessário conhecer algumas definições de importantes componentes na área da química: íon é uma partícula eletricamente carregada, elétron é uma partícula que constitui o átomo e molécula é a menor parte de uma substância.

Mas como funciona o processo? Quando a molécula perde um elétron dentro de uma reação, ela se transforma em um íon positivo e quando ela ganha um íon, a molécula se transforma em um íon negativo.

Ionização é a formação de um ar mais energizado que nos faz sentir bem. Um fenômeno que induz a geração de mais íons negativos do que positivos no ambiente. E quanto mais íons negativos, a respiração se torna mais agradável. Os íons negativos anulam a presença de cargas mais pesadas — os íons positivos.

E nos climatizadores, o papel de ionização está no filtro de ar. Além de proporcionar uma respiração mais agradável, o ambiente fica mais seguro e causa menos irritabilidade às vias respiratórias.

Desvantagens do climatizador

Se ele é ideal para ser utilizado em ambiente menores, o mesmo não se pode dizer para sua utilização em ambiente maiores.

Nem todos os tipos conta com a opção de aquecer um ambiente em dias frios. Possui baixa eficiência nas regiões com muita umidade e sua utilização não é aconselhada para regiões ou períodos que apresentam temperaturas muito baixas

E em locais onde as temperaturas são extremamente quentes sua indicação não é válida.

Qual a diferença entre o climatizador e ar-condicionado?

Indicado para o quarto das crianças, já que segundo especialistas, os bebês recém nascidos não podem respirar o ar muito frio. Inclusive, pode ocorrer ressecamento das vias aéreas e prejudicando o sono. 

O climatizador conta com um reservatório de água. Antes do uso, é abastecido com água, o ar é puxado e enviado ao ambiente carregado de gotículas de água evaporadas, fazendo com que a temperatura do ambiente seja reduzida.

Já o ar-condicionado refrigera e substitui o ar quente do ambiente. O aparelho consome mais energia elétrica do que o climatizador, embora existem alguns modelos eficientes, como o inverter.

Climatizador de ar colocado em cima da mesa.

Magic Air, climatizador que oferece praticidade

Ventilador

Existem vários tipos de ventilador no mercado. Conheça os principais modelos:

Ventilador de teto

Não ocupa espaço, já que é fixado no teto. O vento é distribuído em duas direções: para cima e para baixo.

Indicado para quartos, escritórios e sala de estar, ele pode vir acompanhado de lâmpadas e garante economia por oferecer duas funções em um único produto.

Ventilador de parede

Ideal para lugares estreitos ou com circulação baixa de ar, o aparelho economiza espaço em imóveis pequenos e tem a função de melhorar o controle térmico em imóveis que possuem pé direito alto.

Ventilador com pedestal

Mobilidade e locomoção são vantagens desse tipo. Com regulagem de altura, ele se adapta a diferentes ambientes e direciona o vento para a área que desejar.

Ventilador de mesa

Utilizado em ambientes pequenos, como quartos e escritórios, é o tipo mais comum. Traz praticidade para você. Por exemplo, pode ser transportado em viagens de forma rápida e prática.

Como é o funcionamento de um ventilador

O ventilador só joga o ar quente de volta. Conta com desempenho de suas pás que deslocam o ar e criam uma corrente de vento. O seu funcionamento faz com que o vento criado pelo aparelho possa ser sentido no ambiente.  

Para aqueles que possuem problemas respiratórios e alergia à poeira, o aparelho não é o mais aconselhado

Vantagens do ventilador

Consume pouca energia, possui uma grande variedade de modelos e dispõe de um valor mais acessível do que um ar-condicionado.

Mesmo que ele traga economia de energia, vale verificar se o modelo que você deseja tem o selo Procel A.

Vale destacar que os ventiladores de teto oferecem um vento mais forte e mais amplo do que os ventiladores de mesa.

Distribui de forma mais homogênea o vento pelo ambiente. Para que possa se equiparar com esse funcionamento, há alguns modelos de ventilador portáteis que viram de um lado para outro, para que o vento seja espalhado para diferentes direções.

Desvantagens do ventilador

O ventilador não umidifica o ar do ambiente, ou seja, produz somente vento. Tem a função apenas de amenizar o calor, embora não seja eficiente em dias de temperaturas altas.

Existem modelos que possuem limitação de alcance do vento, o que prejudica sua performance em ambientes grandes.

Ele não é indicado para regiões com clima úmido, já que o seu funcionamento dificulta a evaporação da água do seu reservatório.

O vento forte pode se tornar desagradável em algumas situações. Por exemplo na utilização de ventiladores mais velozes. Caso você esteja no seu quarto estudando ou trabalhando, o vento pode atrapalhar.

Já em lugares fechados, o ventilador pode levantar poeira, ocasionando problemas para alérgicos ou quem tem doenças respiratórias, como asma e bronquite.

Climatizador ou ventilador: Quem oferece maior conforto térmico?

Os climatizadores tem a função de promover a circulação do ar em todo o ambiente e  manter o ar úmido por meio da evaporação de água. O aparelho direciona o ar para onde está sendo apontado.

O ventilador portátil pode ser ideal para uso individual, mas existem modelos maiores, como os de parede, que refrescam o ambiente com muito mais eficiência.

O que consome mais energia, climatizador ou ventilador?

A economia oferecida pelo climatizador de ar no consumo de energia é uma das principais vantagens. Ele gasta menos energia do que o ar-condicionado.

Caso você deseja ter apenas um modelo de cada aparelho, o aparelho mais acessível é o ventilador. Mas se você colocar este produto em mais de um ambiente, lembre-se de multiplicar o seu valor de consumo por quantos aparelhos estiverem ligados pela casa.

Sabe-se que o ventilador de teto gasta pouca energia. Porém, deve-se ter atenção com a altura do teto para não correr acidentes.

Já modelo de mesa tem a função de trabalhar em áreas menores. É o menos potente, mas é notoriamente o mais silencioso. Pode ser colocado no chão ou em cima de um móvel. Como você pode conferir, ele se adapta a cenários diferentes.

Há também o modelo de coluna que também é portátil e com potência parecida ou um pouco superior aos ventiladores de chão. Tem altura ajustável, cobre área maior e pode chegar à altura da cama.

Existe ainda o modelo de torre. São mais potentes do que os ventiladores de mesa ou coluna, além de cobrirem áreas maiores e terem mais opções de velocidade. Encontram-se modelos com timer e função de purificação do ar.

Os climatizadores podem trazer aos clientes uma economia de até 90% na conta de eletricidade na comparação com outros sistemas aparelhos para climatizar e resfriar os ambientes.

Qual a diferença de preço entre os dois produtos?

Há uma grande variedade de modelos de ventiladores. Embora sejam mais acessíveis do que os climatizadores, o que prevalece na hora compra é a sua necessidade.

Cada produto é desenvolvido para atender você. Nem sempre o menor preço será o fator primordial. O que vale são outras questões, como: espaço de utilização do climatizador ou ventilador, onde será colocado na sua casa e entre outras questões.  

O que vale mais a pena, ter um climatizador ou ventilador?

Suas vantagens e desvantagens é que vai responder essa questão. Vale responder também outras questões: a velocidade é fundamental?, como ter um ambiente no clima desejado? ou será que refrescar o ambiente é o suficiente?

Quando o ventilador conta com 250 rotações por minuto, você vai ter um aparelho que refresca, mas não o suficiente. Caso queira mais velocidade, deve-se optar por outros modelos.

Você sabia que nem sempre mais pás significa mais vento gerado?

O mais importante é o formato e a inclinação delas e não a sua quantidade. Considere também a potência na hora de rodar – indicada em rotações por minuto (RPM).

Modelos médios oferecem cerca de 250 RPM, mas existem aparelhos de teto, de mesa e de coluna com mais de 600 RPM.

O valor da potência também pode indicar maior consumo energético. É fundamental conferir as indicações de modelos mais silenciosos e, sobretudo, a apresentação do Selo Procel

Em relação aos climatizadores, eles são mais indicados para locais secos, com baixa umidade do ar.

Antes de buscar um climatizador, leve em consideração o ambiente e o clima da sua cidade para que a escolha seja certa.

Conclusão: Cada aparelho tem o seu diferencial

Há uma grande variedade de ventiladores no mercado. Escolha o tipo que mais atende a sua necessidade. Confira qual terá um menor consumo energético, sendo destacado pelo Selo Procel. 

os  climatizadores atende em várias funções, como: ventilar, climatizar, ionizar e umidificar o ar. Pode-se dizer que ele é mais completo do que o ventilador.

Além disso, os climatizadores são mais indicados para quem tem problemas respiratórios como asma e bronquite e para quarto de crianças.

Importante lembrar que os climatizadores não arrefecem o ar, embora amenizam a temperatura. Esses aparelhos contam com um reservatório de água para poder desempenhar da melhor maneira possível.

O espaço também é um fator importante. Em ambientes menores, utiliza-se o climatizador. Já em ambientes maiores, é recomendável o uso do ventilador.

Para prolongar a vida útil do climatizador ou ventilador, não se deve deixar ligado caso não tenha ninguém no ambiente. Além do gasto desnecessário influenciando no valor da conta no final do mês, os aparelhos podem se desgastar de modo que a eficiência não seja mais operante. 

Seja ventilador ou climatizador, opções não faltam para que você consiga refrescar o seu ambiente. O mercado conta com modelos eficientes e práticos. Mas na hora de escolher os produtos, fique por dentro das soluções apresentadas pela Elgin, que, sem dúvida, irão atender o que você deseja quando o assunto é climatização. Conheça as principais novidades:

Magic Air

magic air

Trata-se de um climatizador pequeno, portátil e eficiente. Ele climatiza, ventila e umidifica o ar. Possui reservatório iluminado LED com 7 cores diferentes no mesmo aparelho – branco, verde claro, azul, verde, amarelo, violeta e vermelho – é silencioso e consome pouca energia.

Climatizador Smart

climatizador smart

Ele climatiza, ventila e ioniza o ar. É fácil de guardar e transportar e vem com bandeja removível.

Climatizador FCE

Climatizador_FCE (2)_perspectiva

Climatiza, ventila e ioniza o ar. Tem tamanho compacto, puxador lateral para facilitar o transporte, além de painel eletrônico e suporte para controle remoto. Também conta com compartimento para gelo, encaixe ao enrolar o cabo e tanque de água de 7,5 litros.

Gostou? Confira mais conteúdos no blog!