Como projetar iluminação para quarto de casal?

Guilherme Neves - 05/12/2019

Climatizador ou ventilador? Como fazer a escolha certa

Guilherme Neves - 05/12/2019

Ar-condicionado portátil é a melhor opção?

Guilherme Neves - 05/12/2019

Quando é temporada de altas temperaturas, aquele período de verão intenso, é mais do que essencial ter uma boa hidratação e alimentação balanceada e, é claro, se você pretende ter um clima ideal, seja no trabalho ou em sua residência, um ar-condicionado portátil.

Um aparelho que oferece mobilidade e praticidade para você. Prático para aqueles que desejam ter praticidade no dia a dia. Por exemplo, ele pode ser carregado do quarto para a sala.

Utilizado para climatizar ambientes que ficam pouco tempo ocupados como, por exemplo, uma casa de praia. 

Sua instalação é fácil. Não requer nenhuma instalação permanente, sendo possível transportá-lo para qualquer ambiente.

Mas para atuar na maneira correta precisa ser colocado próximo a uma janela para que possa absorver o ar quente do ambiente e fazer o trabalho de ventilação.

Para quem mora sozinho e não quer investir em um ar-condicionado para cada cômodo é uma excelente opção.

É ideal para ambientes menores – prédios ou casas antigas que não podem mudar a estrutura com instalação na parte externa do ambiente. 

Uma opção para consumidores que não podem fazer alterações na fachada de prédio ou para aqueles que moram de aluguel.

apresentação de um ar-condicionado portátil

Ar-condicionado portátil

Ar-condicionado portátil é bom?

O ar-condicionado portátil se mostra eficiente, sobretudo, para aqueles que optam por uma solução mais simples.

Conhecer as vantagens e desvantagens também é fundamental para saber se vale a pena ter esse tipo de ar-condicionado. Além disso, é importante saber como funciona o aparelho e entre outras questões de extrema importância. 

Vantagens

Mobilidade, instalação e desempenho são algumas vantagens. A portabilidade desse tipo de aparelho é um dos principais diferenciais.

Para aqueles que costumam se mudar com frequência, o ar-condicionado é eficiente, de modo que evita uma desinstalação e instalação constante, como pode ocorrer, por exemplo, com o modelo split (ar-condicionado que funciona sob duas unidades: interna – evaporadora e externa – condensadora.

Isso ocorre porque o ar-condicionado portátil não requer instalação de unidade externa (compressora), uma vez que as duas principais unidades estão presentes  no interior do equipamento.

Um fator que deve ser levado em consideração na hora da compra: se algum defeito ocorrer com seu aparelho, deve-se simplesmente retirá-lo da tomada para, em seguida, recorrer a uma assistência técnica.

Diferente do que acontece com outros modelos. Com os tradicionais, o reparo deverá ser feito no próprio local do ar-condicionado, já que não poderá ser retirado da parede em que tenha sido fixado.

Possui tecnologia tão completa quanto outros tipos de aparelhos, inclusive, grande parte dos modelos conta com várias funcionalidades úteis, como: de desligamento automático à modo ventilação e controle de temperatura.

Seu custo-benefício é menor do que comparado com um aparelho convencional. Pelo simples fato de não precisar fazer instalação e também por não ser necessário realizar uma eventual obra no local da suposta instalação.

Desvantagens

Oferece menor capacidade de refrigeração (os modelos não ultrapassam 14.000 BTUs) e produz mais ruído do que, por exemplo, o ar-condicionado split.

Embora conta com rodinhas que facilitam o transporte, não é fácil transportá-los.  São produtos que tem em média de 30kg.

Alguns modelos do mercado acumulam água no reservatório. Ou seja, ele  precisa ser esvaziado de tempos em tempos.

O aspecto visual pode ser impactado. Imagine um eventual tubo de aproximadamente 14 cm de circunferência saindo por sua janela?

Mas para que o processo de convecção (retirada de calor da parte interna do ambiente em que está o condicionador portátil) possa ocorrer, é fundamental fazer uso desse extensor que conduz o ar quente para fora do local.

Outro ponto se refere ao seu consumo energético: não é um aparelho econômico. Ele consome mais energia que o modelo split.

Como funciona o ar-condicionado portátil?

Funciona exatamente da mesma maneira que os modelos convencionais. Trabalha trocando o ar quente pelo ar frio. 

Retira a umidade do ar como outros tipos de ar-condicionado ao ponto de acumular água.

Já existem modelos que contam com tecnologia inteligente, fazendo com que a água acumulada seja utilizada pelo próprio aparelho. Dessa forma, você nem precisa se preocupar com o descarte da água acumulada.

Diferenças entre ar-condicionado split e portátil

O ar-condicionado split é formado pela evaporadora (que fica na parede) e a condensadora (que fica do lado de fora). Exatamente por essa condição, muitos prédios e condomínios não aceitam a instalação desse tipo de ar-condicionado.

Indicado para ambientes maiores, ele é mais silencioso e moderno do que o ar-condicionado portátil, podendo possuir uma potência bem maior. Fator que revela a principal diferença entre os condicionadores de ar. 

O motor do ar-condicionado responsável por fazer a troca de ar fica do lado de fora do ambiente.

Já no caso do aparelho portátil, o motor fica na própria base do aparelho. Ou seja, dentro do cômodo, o que torna a potência do equipamento portátil menor e o seu ruido maior.

Os modelos split também são mais econômicos. Os mais modernos conhecidos como inverter podem consumir em até 60% menos de energia a longo prazo

Controle remoto para ar-condicionado portátil

Controle remoto para ar-condicionado portátil

Consumo de energia

Para a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a faixa recomendável de temperatura, nas condições internas para o verão, deve ficar entre 23°C a 26°C, com exceção de ambientes de arte, que deverão ficar entre 21°C e 23°C. 

Já segundo a NR17 do Ministério do Trabalho, a temperatura deve estar entre os 20°C e 23°C, durante o inverno. Já no verão, ela deve ficar entre 23ºC e 26ºC.

Economizar energia não é difícil, mas requer alguns cuidados. Adote algumas medidas, como: utilizar corretamente aparelhos de sua empresa, verificar a potência de cada um deles, selecionar o produto certo para cada ambiente e sempre que for preciso contar com o auxílio de profissionais caso seja necessário.

No que se refere ao uso do ar-condicionado, podemos destacar três principais procedimentos para ter economia de energia: utilização, instalação e quantidade. A maneira que ele será instalado no ambiente, como ela está sendo usado (se fica o dia inteiro ligado) e a quantidade correta de aparelhos em um ambiente empresarial.

Para calcular quanto seu ar-condicionado consome de energia, vale destacar a questão do números de horas do aparelho ligado. Por exemplo, deve-se colocar na calculadora o número de dias por mês que você utiliza o ar-condicionado.

Assim como verificar o consumo de energia em kWh/mês. Informação, essa, que você encontra em uma etiqueta adesiva no produto, no manual ou na tabela de eficiência energética do PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).

Como escolher esse tipo de ar-condicionado?

Avaliar os melhores modelos que se adequam a sua necessidade, verifique o tamanho do seu cômodo, a potência do BTUs e o custo-benefício antes de escolher um ar-condicionado portátil. São questões que devem ser levadas em consideração na hora de adquirir o produto.

Tamanho do cômodo e potência em BTUs

A unidade BTU (sigla para British Termal Unit) mede a capacidade do ar-condicionado.

A “Unidade Térmica Britânica” é usada para medir a quantidade de energia necessária para mudar a temperatura de um ambiente.

Caso o aparelho seja potente demais para o tamanho do ambiente pode estar gerando um gasto desnecessário de energia. Se a capacidade térmica do ar-condicionado for inferior ao que o ambiente necessita, ele poderá trabalhar em excesso, fazendo com que o compressor fique oscilante.

Funcionalidade quente e frio

Ar quente ou frio? O modo escolhido vai de acordo com a sua necessidade. De forma simples, o modo de operação é selecionado por um simples acesso no controle remoto. No processo do aquecimento, o ar-condicionado retira o ar frio do ambiente e colocar para fora, ao ponto de bombear o ar quente para dentro. Na função de refrigeração, ele retira o ar quente do ambiente e traz o ar frio para o interior do cômodo.

A temperatura sendo acionada de forma abrupta acaba por gerar um consumo energético maior. E não se esqueça de ficar atento quanto às trocas de ar. Para que elas sejam realizadas corretamente é necessário que as saídas de ar da condensadora (unidade externa) instalada do lado de fora do ambiente climatizado estejam sempre desbloqueadas. 

Também vale checar as pilhas do controle. Sempre utilize pilhas alcalinas, que duram mais e não causam danos ao aparelho.

Melhores modelos de ar-condicionado portátil

A Elgin conta com diversos tipos de ar-condicionado. Vale conhecer o Eco Cube que é prático e fácil de instalar. Tão simples que não há necessidade de contratação de um instalador. 

O produto tem capacidade de 9.000Btu/h. Possui design moderno e clean, tem controle remoto, além de puxadores laterais e rodinhas que auxiliam no transporte para diversos ambientes.

Também possui 2 níveis de ventilação (alto e baixo) temporizador de 24 horas e aletas ajustáveis que ajudam na distribuição do ar no ambiente.

Disponível nas voltagens 127V ou 220V, ele acompanha um kit com ar portátil, controle remoto, 3 adaptadores para encaixe na janela (réguas) e o duto flexível além de contar com gás refrigerante ecológico R-410A.

Eco Cube

Vem com painel digital indicando a temperatura e as seguintes funções: refrigeração, desumidificação e dormir.

Avaliando o custo-benefício

Para não ter preocupações quanto a instalação, como pode acontecer caso você prefira adquirir um modelo convencional, é recomendável buscar um ar-condicionado portátil. Principalmente se você mora em um imóvel alugado ou em um prédio que impede reformas na parede externa. 

Equipamentos para ar-condicionado portátil

Equipamentos para ar-condicionado portátil

E como instalar esse aparelho?

Na instalação do ar-condicionado portátil, já há uma economia por parte do consumidor. Ele não precisa passar por um projeto mais complexo, como, por exemplo, acontece com o ar-condicionado convencional.

Mas mesmo sendo portátil, a sua instalação exige a integração de um tubo que deve ficar posicionado para fora da janela ou varanda para que faça a troca de calor entre o ambiente interno e o externo.

Importante lembrar que quase todos os aparelhos desse tipo possuem o kit de ventilação própria, que só precisa de uma janela para funcionar.

É necessário ter um espaço adequado na janela para fixar a régua plástica – ajustável para janelas, gerando vedação necessária para que o ar frio possa circule adequadamente dentro do local em que esteja o aparelho – que é acoplada ao tubo que elimina o ar quente.

O processo também conta com o trabalho de uma mangueira que transporta ar quente para fora do espaço interno, localizada na saída do condensador, e um conector que deve ser adaptado ao orifício da régua (instrumento fornecido com o produto).

Outra questão que precisa ser analisada: na hora de comprar o ar-condicionado portátil não se esqueça de verificar se a potência em BTU está de acordo com o tamanho dos ambientes onde será utilizado.

Conclusão: Ar-condicionado portátil é eficiente e prático

Esse tipo de ar-condicionado oferece praticidade, já que pode ser transportado para vários ambientes. As rodinhas ajudam para deslizar de um cômodo para outro.

Consome mais energia do que os convencionais, mas para quem deseja ter mobilidade e colocar, por exemplo, em um casa de praia, seu uso é mais do que recomendável.

É ideal para climatizar ambientes menores, o que exige menor capacidade de refrigeração.

Para instalar o ar-condicionado portátil é necessário colocar próximo à janela, verificar a quantidade de BTUs e ter certos cuidados com a colocação do tubo, que tem a função de expelir a umidade do ar por meio de janelas ou portas. 

Também vale ficar atento quanto a vedação traseira que é onde o tubo extensor deverá ser encaixado. E como ele retira o ar quente do cômodo, se caso exista vazamento na conexão, sua eficiência poderá ser reduzida.

O mercado conta com dois modelos de ar-condicionado portátil. Com reservatório que necessita ser esvaziado em um período de 24 a 48 horas, já que é produzida umidade no processo térmico. Por outro lado, há modelos sem reservatório que não produzem umidade, o que, sem dúvida, pode ser uma vantagem.

E como a demanda é maior do tipo com reservatório, o valor desse aparelho também é mais acessível do que caso você opte pelo outro modelo.

Gostou? Confira outros conteúdos no blog!