Energia Solar 26/11/2021 | 3 min. de leitura

Saiba como proteger seu sistema solar contra surtos elétricos

Um sistema de geração de energia solar está constantemente exposto a diversos fatores que podem atrapalhar ou interromper seu funcionamento. No Brasil, os riscos mais comuns estão associados a condições climáticas extremas, uma vez que o País tem uma alta incidência de chuvas, precipitações de granizo e descargas atmosféricas (raios).

Segundo dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 78 milhões de raios caem anualmente no Brasil, uma incidência considerada alta em comparação a outros países. Diante deste número, é natural que as pessoas e empresas se preocupem com a proteção de seu sistema solar.

O que são surtos elétricos?

São chamadas de surtos elétricos a ocorrência de aumentos repentinos na tensão elétrica, uma alteração geralmente causada por raios — mas que também pode estar associada a manobras de rede ou partida repentina de máquinas de grande porte no sistema. Este tipo de evento pode causar grandes danos aos aparelhos elétricos, levando a um significativo prejuízo.

No caso de um sistema solar, os surtos elétricos podem causar avarias nos inversores e arranjos fotovoltaicos, muitas vezes fazendo com que a geração de energia seja interrompida ou até mesmo perdida. Por isso, é importante adotar medidas de proteção para evitar este tipo de estrago. As principais delas são:

  • Investir em manutenção preventiva;
  • Instalar um dispositivo de proteção contra surtos;
  • Instalar um sistema de proteção contra descargas atmosféricas.

Como proteger o sistema solar contra surtos elétricos?

A utilização de um dispositivo de proteção contra surtos, identificado pela sigla DPS, é a melhor maneira de evitar que os surtos elétricos causem danos ao sistema solar. Este tipo de equipamento é capaz de detectar as sobretensões na rede e desviar a corrente para o aterramento, protegendo assim o sistema como um todo.

Além dos sistemas de energia solar, o dispositivo de proteção contra surtos pode ser utilizado para proteger transformadores, luminárias urbanas e redes de distribuição de energia elétrica. Para isso, o DPS se comporta como um circuito aberto, sendo praticamente invisível na instalação elétrica. Quando ocorre um surto de tensão, o dispositivo se torna um circuito fechado e desvia a corrente para o aterramento.

Outras formas de proteção contra surtos elétricos

Além do dispositivo de proteção contra surtos, é importante investir em um sistema de proteção contra descargas atmosféricas, composto basicamente por um para-raios ligado a uma malha de aterramento. Todos os equipamentos que compõem o sistema solar e que podem ficar energizados devem ser devidamente aterrados.

Outro equipamento considerado essencial para um sistema de geração de energia solar é o chamado string-box, um quadro elétrico que conecta os cabos vindos dos módulos fotovoltaicos (painéis solares) ao inversor. Este dispositivo permite o seccionamento do circuito, que é acionado quando necessário e age interrompendo a passagem de energia elétrica no circuito.

A manutenção preventiva de todo o sistema solar também é importante para garantir o correto funcionamento de todos os componentes e prevenir problemas relacionados a surtos elétricos ou qualquer outra alteração. Os cuidados incluem principalmente a limpeza periódica dos módulos fotovoltaicos e checagem do funcionamento dos equipamentos de segurança.

A Elgin, uma empresa brasileira, com 70 anos, que tem como diferencial, além da qualidade dos componentes fotovoltaicos, oferece um sistema de energia solar 100% com a marca Elgin. Conseguindo dessa forma assegurar que o cliente possa ficar tranquilo em relação a qualidade, durabilidade, assistência técnica e garantia. Confira nossa linha completa para Energia Solar.

Mais Vistos

Conecte-se com a Elgin

Cadastre-se e receba novidades e promoções por e-mail.