A importância da manutenção preventiva do ar-condicionado

Estefani Dantas - 15/09/2021

Precisando de um carregador de pilhas? Veja o modelo ideal!

Estefani Dantas - 15/09/2021

Saiba tudo sobre microinversor solar

Estefani Dantas - 15/09/2021

Responsável por converter a energia elétrica de corrente contínua para corrente alternada, o microinversor solar é uma das peças essenciais em um sistema de energia solar

Parte de um sistema de produção de energia fotovoltaica, o microinversor solar é um dispositivo robusto e eficiente que tem a função de transformar a energia elétrica produzida pelos painéis solares de corrente contínua para corrente alternada. Trata-se de um equipamento que trabalha de maneira semelhante a do inversor tradicional, mas que foi projetado para atender um único módulo fotovoltaico.

O microinversor solar é geralmente indicado para uso em sistemas fotovoltaicos de pequeno porte, uma vez que o dispositivo foi desenvolvido de modo a trabalhar individualmente com os painéis solares. Isso significa que, caso ocorra uma falha em algum dos painéis, o restante do sistema não será afetado — ao contrário do inversor tradicional, que monitora o conjunto de painéis como um todo.

O que é o microinversor solar?

O microinversor solar é, de maneira simplificada, um inversor para sistemas fotovoltaicos que foi criado em tamanho reduzido. Sua função é a de transformar a energia elétrica gerada por meio das placas solares de corrente contínua para a corrente alternada, sincronizando o sistema de geração de energia à rede elétrica da residência ou estabelecimento, possibilitando o uso seguro da energia gerada.

A principal característica deste dispositivo é sua forma de funcionamento: ele trabalha de forma independente e suporta ligações de 2 a 4 painéis — um número baixo em comparação ao inversor tradicional. Isso pode fazer o sistema de produção de energia solar se tornar mais eficiente, já que seu funcionamento não é comprometido caso um único painel sofra com sombreamento ou qualquer outro problema que prejudique sua capacidade de geração elétrica.

O microinversor solar funciona como um adaptador de energia, estabilizando a eletricidade que foi gerada pelo sistema fotovoltaico e otimizando a energia gerada. Isso acontece justamente porque, com este dispositivo, a produção é individual e permite a identificação e correção de falhas específicas sem que o sistema inteiro seja prejudicado.

Principais vantagens do microinversor solar

Como foi explicado, o microinversor solar é um dispositivo dimensionado para atender as placas de energia solar em arranjos menores (entre 2 e 4 painéis), enquanto o inversor tradicional trabalha ligado a um conjunto maior de painéis solares. A produção individual torna o sistema mais eficiente, uma vez que os painéis conectados em série atuam de maneira interligada, de modo que a presença de sombra em apenas um deles pode prejudicar a geração total de energia.

Isso significa, portanto, que se um sistema com maior arranjo de painéis ligados em série a um inversor tradicional apresenta uma única placa com captação de energia comprometida — pela presença de sombra ou acúmulo de dejetos de passarinhos, por exemplo —, todo o sistema terá sua capacidade de geração reduzida de maneira proporcional. Se o mesmo sistema contasse com um microinversor solar em arranjos menores (entre 2 e 4 painéis), a produção não seria afetada.

Incompatibilidade entre painéis solares

Outra importante vantagem de utilizar o microinversor solar está na possibilidade de utilizar painéis solares de diferentes marcas e modelos, que seriam incompatíveis entre si caso o sistema fosse conectado em série, utilizando um inversor tradicional. Quando o sistema de produção fotovoltaica possui diferentes painéis em série, sua capacidade produtiva é nivelada pelo painel solar de menor capacidade, fazendo com que os demais produzam menos energia do que poderiam.

Monitoramento e rastreamento de falhas

Todo sistema de produção energética fotovoltaica precisa ter um sistema de monitoramento e identificação de falhas. Porém, quando as placas trabalham em série, este rastreamento é feito de maneira conjunta, ou seja: caso o inversor central apresente ou aponte uma falha, o funcionamento de todas as placas precisa ser suspenso até a identificação daquela que está com problemas e correção da alteração apresentada.

Com o microinversor solar isso não acontece, uma vez que o monitoramento é mais preciso. Caso ocorra uma falha, apenas o painel específico precisa de manutenção, enquanto os demais inversores podem continuar funcionando normalmente.

Alta tensão em corrente contínua (CC)

Tradicionalmente, os sistemas que usam inversor tradicional precisam de uma tensão maior para funcionar adequadamente. O microinversor solar, por sua vez, consegue trabalhar em voltagens residenciais. Esta característica representa maior facilidade e segurança de instalação.

Modularidade e adaptabilidade às necessidades

Cada modelo de inversor é projetado para trabalhar com uma quantidade específica de painéis solares conectados em série, não sendo possível adicionar mais placas no futuro. Com o uso do microinversor solar, o sistema se torna mais adaptável às necessidades, permitindo a adição de novos painéis conforme a necessidade energética da residência ou estabelecimento.

Flexibilidade de instalação

O uso de microinversores permite que os painéis sejam instalados em diferentes locais e ângulos, conforme as características do telhado e incidência de raios solares no local. Isso não é possível com um inversor tradicional, que demanda a instalação de todos os painéis com a mesma orientação e angulação para funcionar adequadamente, fazendo com que alguns obrigatoriamente fiquem em posição mais desfavorável para captação da energia.

Desvantagens do microinversor solar

Embora muito vantajoso, o microinversor solar nem sempre é a melhor opção para quem deseja gerar energia fotovoltaica. Em geral, o dispositivo é mais indicado para uso residencial e sistemas de pequeno porte, já que é necessário adquirir um dispositivo para cada arranjo de 2 a 4 painéis — o que pode representar um alto investimento, quando há muitas placas fotovoltaicas no sistema.

Outra desvantagem está no local de instalação do microinversor, que obrigatoriamente é no telhado. Isso significa que, caso o dispositivo apresente uma falha, é necessário que um profissional especializado suba no telhado para acessar o equipamento e fazer os reparos necessários. Os inversores tradicionais podem ser instalados em locais de fácil acesso, facilitando assim a manutenção.

A escolha entre o microinversor solar e um inversor tradicional, portanto, deve ser feita com base nas características do sistema e necessidades de cada usuário. Dependendo do caso, quando o local da instalação apresenta muitas quedas de telhado ou diversos pontos de sombra, o microinversor pode ser a única opção viável, enquanto sistemas industriais e de grande porte podem encontrar mais vantagens no inversor tradicional.

Para descobrir as vantagens do microinversor solar e descobrir o quanto você pode economizar com este dispositivo, entre em contato com a Elgin!

pinbahis

dumanbet giriş

maltcasino

parisbahis

betcart

betforward

وان ایکس بت

مل بت

shartboro

بهترین سایت شرط بندی

1kickbet

betboro

تک بت

کانن بت

یاس بت

bahis siteleri

پری مچ

bord2shart

irantopbet

1xbet